Criando tabelas e bases de dados no phpMyAdmin

O phpMyAdmin é um sistema de gerenciamento de bases de dados online, ou seja, você utiliza seu navegador para criar, apagar e editar tabelas e bancos de dados no servidor MySQL.

É interessante utilizar este sistema, já que você não vai precisar entender muito sobre o servidor MySQL em si, tudo será gerenciado por uma interface simples, intuitiva, e, relativamente fácil de se trabalhar.

O melhor da história é que o software que estamos utilizando como servidor WAMP em nosso curso de PHP gratuito – o EasyPHP – já vem com um servidor MySQL e o phpMyAdmin nativamente. Se você estiver seguindo nosso curso à risca, ambos já estão instalados em seu computador.

Se você perdeu a aula onde falamos sobre nosso servidor WAMP, leia o artigo abaixo:

Naquela aula descrevi como instalar e utilizar o EasyPHP.

Criando tabelas e bases de dados no phpMyAdmin

Agora que você já tem o EasyPHP com phpMyAdmin instalado em seu computador, podemos começar a criação de uma base de dados.

Criando a base de dados

1 – Primeiramente, clique com o botão direito do mouse sobre o ícone do EasyPHP na bandeja do sistema, e selecione a opção "Administration";

EasyPHP - Administration

2 – Dentro da janela que abriu em seu navegador de internet padrão, procure o módulo do phpMyAdmin e clique em "Open";

phpMyAdmin: Open

3 – Na lado esquerdo, você vai ver um link com a palavra "New" (Novo); Clique sobre este link para criar um novo banco de dados;

Nova base de dados no phpMyAdmin

4 – Na janela que abriu no lado direito da tela, digite o nome do banco de dados que deseja, e clique em "Criar";

Criar base de dados no phpMyAdmin

5 – Você vai perceber que sua base de dados foi criada com o nome escolhido; Clique sobre ela;

Base de dados no phpMyAdmin

6 – No menu superior, clique em "Privilégios" para adicionar um novo usuário para a sua base de dados;

phpMyAdmin - Privilégios

7 – Na janela que abriu, clique em "Adicionar utilizador";

 

phpMyAdmin - Adicionar utilizador

8 – Preencha os campos:

  1. Nome do usuário;
  2. O IP ou nome do host que deseja se conectar (% para todos);
  3. A senha do usuário;
  4. Repita a senha.

Marque a caixa "Grant all privileges on database nome_do_seu_bd".

Criando usuário - phpMyAdmin

9 – Por fim, clique em "Executar". Este é um botão que fica no final da página.

Criando um tabela

Para criar uma tabela com o phpMyAdmin faça o seguinte:

1 – Clique sobre o banco de dados desejado;

Banco de dados - phpMyAdmin

2 – No canto direito da tela, digite o nome da tabela e o número de campos;

Criar tabela no phpMyAdmin

3 – Um dos seus campos deverá ser incrementado automaticamente. Normalmente utilizamos este campo como o identificador da linha requisitada (ID).

Neste campo você deve preencher o seguinte:

  1. Nome;
  2. Tipo INT (Inteiro);
  3. Tamanho (número de casas seu número inteiro terá);
  4. Índice PRIMARY;
  5. Marque a caixa "A.I." (para que o campo seja incrementado automaticamente).

Os demais campos podem ser de texto puro com limite de caracteres – VARCHAR, 255, por exemplo – ou texto puro sem limite de caracteres – TEXT, por exemplo.

Além disso, se você entende de servidores MySQL, poderá colocar outros tipos de campos, depende dos dados que serão incluídos nesse campo.

Criando tabelas - phpMyAdmin

4 – Se você verificar a sua base de dados após a criação, verá que agora temos os dados necessários para começar a brincar com PDO em PHP (assunto para a próxima aula).

BD com tabelas - phpMyAdmin

Vídeo tutorial: Criando tabelas e bases de dados no phpMyAdmin

Abaixo um vídeo tutorial para complementar o artigo acima:

Qualquer dúvida, basta comentar aí abaixo.

Concluindo

O phpMyAdmin deixa as coisas bem simples quando vamos gerenciar nossas bases de dados e tabelas, porém, você também pode fazer isso diretamente com PHP, ou no servidor MySQL por linha de comando, se souber um pouco mais do assunto.

Essa aula faz parte do nosso curso gratuito de PHP, já que na próxima aula iremos falar sobre PDO (conexão e manipulação de dados da base de dados em PHP).

Até lá!