Se você removeu vídeos do seu Bluray e deseja fazer streaming dos mesmos via DLNA, este vídeo tutorial vai detalhar especificamente como realizar a conversão para corrigir pequenos problemas que você possa encontrar.

Vamos utilizar uma série de softwares para completar essa missão, tais como:

Vamos realizar as seguintes tarefas nos vídeos do Bluray:

  • Extrair a legenda SUP e converter para SRT
  • Remover streamings de áudio e legendas desnecessárias
  • Diminuir o bitrate do CODEC H.264/AVC para 12Mbps (máximo). Se o CODEC não for esse, o ffmpeg vai realizar a conversão automaticamente pra você
  • Converter o áudio para AAC (de qualquer formato). Seu áudio não vai perder qualidade nem canais, se for 5.1 ou estéreo, a saída será idêntica
  • Gravar a legenda SRT sobre o vídeo

Assista ao vídeo abaixo:

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=moQQQrxR1Gk

Espero ter ajudado.

Se você possui um Chromecast, provavelmente já deve estar se divertindo com vídeos do Youtube, Netflix e outros provedores na sua TV, porém também é possível assistir qualquer vídeo que estiver em seu computador, tablet ou smartphone através de DLNA, basta que o vídeo tenha os CODECs corretos para que o Chromecast consiga reproduzir seu conteúdo na TV.

Se você já tentou isso e falhou – vídeo sem áudio ou não conseguiu reproduzir o arquivo de jeito nenhum – hoje você verá uma maneira bem simples para converter seus vídeos para o Chromecast e todos os outros dispositivos da sua residência compatíveis com H.264 AVC AAC, como Smart TVs, Home Theaters e demais. Além disso, não vamos perder qualidade na conversão, ou seja, áudios 5.1 continuarão com alta qualidade e os 5.1 canais e vídeos em Full HD continuarão com a mesma resolução, se possível, até com o mesmo bitrate (que está ligado diretamente com a qualidade).

Vamos deixar um pouco o papo de lado e vamos à conversão dos nossos vídeos.

Download do FFMPEG

Como vamos utilizar o ffmpeg para realizar todas as conversões descritas neste tutorial, você vai precisar baixa-lo em seu computador. Para isso, utilize o link abaixo:

Escolha seu sistema operacional e faça o download.

No meu caso, estou utilizando o Windows, mas o ffmpeg funciona para Linux e Mac também. Eu não cheguei a fazer o download para outros sistemas operacionais, mas no Windows, você só precisará descompactar a pasta baixada para ter acesso aos arquivos disponibilizados no download.

Extraindo os arquivos do download do ffmpeg

Extraindo os arquivos do download do ffmpeg

Depois de extrair o conteúdo, você encontrar uma pasta cheia de arquivos, o ffmpeg está presente na pasta “bin”.

O ffmpeg.exe está dentro da pasta bin

O ffmpeg.exe está dentro da pasta bin

Sabendo disso, podemos prosseguir.

Acessando a pasta “bin” por linha de comando

O ffmpeg não tem interface gráfica, ou seja, é uma ferramenta de linha de comando. Para utilizar seus recursos é necessário acessar a pasta que contém o arquivo ffmpeg.exe por linha de comando, para isso clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “bin” segurando a tecla “SHIFT” do seu teclado e acesse a opção “Abrir janela de comando aqui”.

Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta "bin" segurando "SHIFT" e acesse "Abrir janela de comando aqui"

Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “bin” segurando “SHIFT” e acesse “Abrir janela de comando aqui”

Assim uma nova janela será aberta bem na pasta selecionada, onde você poderá utilizar a ferramenta “ffmpeg.exe”, que é o que você precisará para converter seus vídeos.

Verificando seu vídeo

Atualmente, todos os vídeos que você baixar, filma com o Smartphone ou com uma câmera, já vêm com o codec h.264, ou seja, não precisam de conversão, porém existem alguns fatores que vão fazer você querer realizar uma conversão para otimizar o arquivo para o Chromecast, por exemplo:

  • Bitrate muito alto irá dificultar o streaming de vídeo, isso irá causar travamentos em determinados momentos do vídeo;
  • Se o CODEC de áudio não for AAC, há uma grande chance de seu vídeo ficar sem som no Chromecast;
  • Garantir que o CODEC de vídeo realmente seja o H.264 AVC.

Para verificar tudo isso, você pode baixar o MediaTab e instalar em seu computador. Depois disso, basta clicar com o botão direito do mouse sobre o vídeo, acessar “Propriedades”, em seguida, a aba “MediaTab”.

MediaTab

MediaTab

Como você pode ver na imagem acima, o vídeo que estou verificando tem codec “AVC” (H.264). Como já sabemos, o Chromecast conseguirá reproduzir este vídeo por conta do CODEC AVC, porém, o bitrate – que é a quantidade de bits cada segundo do vídeo utiliza para ser reproduzido – está muito elevado, ou seja,  sua rede Wi-Fi deveria suportar 44.6Mbps por segundo para reproduzir este vídeo sem travar, isso é o mesmo que um Blu-Ray utilizaria.

Como sabemos que nem todas as redes conseguem passar essa quantidade de dados, teremos que converter o vídeo acima para diminuir este bitrate. Em meus testes, consegui reproduzir vídeos de excelente qualidade, sem travamentos, com bitrate entre 12Mbps até 16Mbps.

Descendo a barra de rolagem temos o seguinte:

CODEC de áudio

CODEC de áudio

O formato PCM pode até ser reproduzido por milhares de dispositivos, mas não nos meus, por isso vamos converter o áudio para AAC.

Guarde bem o MediaTab, pois você pode precisar muito dele se quiser saber o que está acontecendo com seus vídeos, como descobrir quais os CODECs e legendas estão embutidos no seu arquivo.

Convertendo com o FFMPEG para o Chromecast

Para converter todos os CODECs do seu vídeo original para H.264 AVC AAC, já diminuindo o bitrate do vídeo (se precisar) e embutindo uma legenda, o comando completo ficaria assim:

ffmpeg.exe -i ENTRADA -sub_charenc ISO-8859-1 -i LEGENDA -c:v libx264 -profile:v high -level 4.1 -crf 18 -maxrate 12M -bufsize 16M -pix_fmt yuv420p -preset:v veryfast -strict experimental -c:a aac -b:a 1536k -movflags faststart -c:s srt -map v:0 -map a -map 1:0 SAIDA

Você só precisa substituir ENTRADA para o caminho do arquivo original, LEGENDA para o caminho do arquivo de legenda SRT e SAIDA para o caminho do arquivo de saída.

Veja um exemplo real:

ffmpeg.exe -i "H:\TEMP\TESTE\Meu filme.MOV" -sub_charenc ISO-8859-1 -i "H:\TEMP\TESTE\Meu filme.srt" -c:v libx264 -profile:v high -level 4.1 -crf 18 -maxrate 12M -bufsize 16M -pix_fmt yuv420p -preset:v veryfast -strict experimental -c:a aac -b:a 1536k -movflags faststart -c:s srt -map v:0 -map a -map 1:0 "H:\TEMP\TESTE\Meu filme.mkv"

Nesse caso, além de uma conversão, ainda estrou trocando o container de “MOV” para “MKV”.

Perceba a diferença dos CODECs de vídeo e áudio (além do tamanho final do arquivo) nas imagens abaixo:

O bitrate diminuiu bastante, o tamanho do arquivo final também (de 177MB para 16MB)

O bitrate diminuiu bastante, o tamanho do arquivo final também (de 177MB para 16MB)

O áudio foi convertido para AAC

O áudio foi convertido para AAC e uma legenda foi embutida.

Bem legal, não é?

Copiando a qualidade original do vídeo e convertendo apenas áudio para AAC

O trecho de código acima é bem legal, porém, pode demorar um tempo bom até que você converta o seu vídeo inteiro. Caso o seu vídeo tenha o bitrate razoavelmente baixo (até 16Mbps ou 16384Kbps) você pode deixar o CODEC original (se for AVC, caso contrário precisará de conversão) e fazer apenas a conversão do áudio. Para isso basta digitar o seguinte:

ffmpeg.exe -i "ENTRADA" -sub_charenc ISO-8859-1 -i "LEGENDA.srt" -c:v copy -strict experimental -c:a aac -b:a 1536k -movflags faststart -c:s srt -map v:0 -map a -map 1:0 "SAIDA"

Nesse caso a conversão é bem mais rápida (mas muito mesmo) e você não perderá qualidade original do vídeo.

Convertendo apenas o vídeo e deixando o áudio original

Também é possível converter apenas o vídeo, sem tocar no codec de áudio, para isso digite:

ffmpeg.exe -i ENTRADA -sub_charenc ISO-8859-1 -i LEGENDA -c:v libx264 -profile:v high -level 4.1 -crf 18 -maxrate 12M -bufsize 16M -pix_fmt yuv420p -preset:v veryfast -strict experimental -c:a copy -movflags faststart -c:s srt -map v:0 -map a -map 1:0 SAIDA

Agora convertemos apenas o vídeo.

Sem legenda SRT?

Claro que se você não quiser incluir uma legenda SRT, basta remover essas partes do comando. Por exemplo, para converter CODECs de áudio e vídeo sem embutir uma legenda SRT, digite:

ffmpeg.exe -i "ENTRADA" -c:v libx264 -profile:v high -level 4.1 -crf 18 -maxrate 12M -bufsize 16M -pix_fmt yuv420p -preset:v veryfast -strict experimental -c:a aac -b:a 1536k -movflags faststart -map v:0 -map a "SAIDA"

Para converter apenas o áudio, digite:

ffmpeg.exe -i "ENTRADA" -c:v copy -strict experimental -c:a aac -b:a 1536k -movflags faststart -map v:0 -map a "SAIDA"

Para converter apenas o vídeo, digite:

ffmpeg.exe -i "ENTRADA" -c:v libx264 -profile:v high -level 4.1 -crf 18 -maxrate 12M -bufsize 16M -pix_fmt yuv420p -preset:v veryfast -strict experimental -c:a copy -movflags faststart -map v:0 -map a "SAIDA"

Pronto, agora seus vídeos poderão ser reproduzidos por DLNA para seu Chromecast sem travamentos, com som e vídeo excelentes. Se você não sabe como fazer isso, siga os nosso tutoriais abaixo:

O primeiro explica como criar um servidor DLNA, o segundo detalha como enviar vídeos para seu Chromecast (ou Smart TV) utilizando seu smartphone ou tablet.

Vídeo tutorial

O vídeo tutorial abaixo é um complemento do artigo acima:

Espero ter ajudado!

Se você vem seguindo nossos tutoriais ao longo dos últimos dias, vai perceber que estamos falando bastante sobre arquivos de vídeo, focando na conversão e nas legendas. Continuando com neste mesmo assunto, hoje você vai aprender a criar legendas SRT do zero.

Conforme detalhei no nosso artigo anterior sobre “Como usar legendas SRT“, essas legendas são simplesmente arquivos de texto simples com a extensão .srt. Para que os leitores consigam reproduzir os textos no tempo correto, tais textos devem ser formados da seguinte maneira:

1
00:00:01,000 --> 00:00:02,000
Este é o texto que inicia em 1 segundo
E some em 2 segundos

O trecho de texto acima é uma parte de uma legenda SRT, basicamente ele é formado pelo seguinte:

  1. O número sequencial da legenda (1, 2, 3… 10…);
  2. O tempo de início –> fim no formato HH:MM:SS,NNN (horas, minutos, segundos, milissegundos);
  3. O texto que será exibido.

Veja um exemplo um pouco maior:

1
00:00:01,000 --> 00:00:02,000
O que é isso?
 
2
00:00:03,000 --> 00:00:04,000
Uma legenda!
 
3
00:00:05,000 --> 00:00:06,000
É SRT!

No trecho de legenda SRT acima, o primeiro texto (1) aparece entre 1 (aparece) e 2 (some) segundos de vídeo, o segundo (2) aparece entre 3 e 4 segundos e, por fim, o texto três (3) aparece entre 5 e 6 segundos.

Vamos ver como criar essas legendas seguindo um arquivo de filme.

Criando legendas SRT

Para criar uma legenda SRT, tudo o que você precisa é de um editor de texto simples (como o Bloco de Notas) e um player de vídeo que mostre o tempo com precisão de milissegundos. Minha dica é o Media Player Classic HC.

Para continuar seguindo este tutorial, sugiro que você tenha um vídeo que queira legendar, para ir testando junto comigo.

Dica: utilize um bom fone de ouvido para não perder nada do que os personagens falam no vídeo que você estiver legendando.

Para começar, abra o “Bloco de Notas” do seu Windows (ou o editor de texto de sua preferência).

Bloco de Notas

Bloco de Notas

Digite o seguinte dentro do campo de texto:

1
00:00:00,500 --> 00:00:01,000
Legenda: Luiz Otávio Miranda

O tempo e texto acima podem ser adequados da maneira que você preferir, isso é apenas para habilitar o tempo com precisão no Media Player Classic Home Cinema.

Bloco de notas com legenda SRT

Bloco de notas com legenda SRT

Agora clique em “Arquivo”, “Salvar como…” e salve a legenda com o mesmo nome do arquivo de vídeo (exatamente o mesmo nome), porém adicione a extensão “.srt”.

Dica: No bloco de notas, pode ser necessário adicionar o nome da legenda e a extensão entre aspas duplas, por exemplo: “iZombie.S01E04.srt”, para um arquivo de vídeo com nome de iZombie.S01E04.mkv.

Salvando seu novo arquivo de legenda SRT

Salvando seu novo arquivo de legenda SRT

Sempre lembrando que o arquivo de legenda deve estar na mesma pasta do arquivo de vídeo, se não dará errado.

Com a legenda salva, abra o MPC-HC (Media Player Classic) e arraste o arraste o arquivo de vídeo para dentro do mesmo.

Abrindo o vídeo no Media Player Classic Home Cinema

Abrindo o vídeo no Media Player Classic Home Cinema

O vídeo deverá começar a tocar imediatamente, você poderá pausar se quiser.

Para exibir o tempo com precisão de milissegundos, clique em “View”, “Subresync”:

View - Subresync

View – Subresync

Nesse momento você começará a ver o tempo do vídeo da maneira exata como ele deverá ser salvo no seu arquivo de legenda:

Tempo preciso

Tempo preciso

Agora vem a parte difícil, você deverá ver todas as partes em que os textos deverão aparecer e ir adicionando os trechos de legenda de acordo com o que foi descrito anteriormente.

Por exemplo:

1
00:00:00,500 --> 00:00:01,000
Legenda: Luiz Otávio Miranda

2
00:00:01,430 --> 00:00:03,874
Meu nome é Liv Moore e eu meio que morri

3
00:00:04,334 --> 00:00:06,223
Eu tinha uma carreira promissora
e um noivo brilhante

4
00:00:06,750 --> 00:00:09,571
Então eu fui para a pior festa em um barco
do mundo e fui transformada em zumbi

Claro que o texto acima não é a melhor tradução do mundo, mas serve como exemplo sobre como criar uma legenda SRT.

Pequeno trecho de legenda

Pequeno trecho de legenda

Mas lembre-se do seguinte, criar uma legenda do zero seguindo o método acima pode ser extremamente cansativo, e talvez você desista antes de completar 10 minutos de filme. Para um exemplo, um episódio de 40 minutos de qualquer série, pode chegar a ter mais de mil trechos de fala, onde você precisa pausar, entender o que foi dito, criar e sincronizar a tradução no formato já indicado anteriormente.

Vamos ver um exemplo um pouco mais prático.

Criando legendas SRT com o Subtitle Edit

Um programa que eu sempre utilizo para sincronizar, traduzir ou até mesmo criar legendas SRT é o Subtitle Edit, você pode baixá-lo no link abaixo:

Para criar qualquer legenda com o Subtitle Edit, faça o seguinte:

Abra o programa, clique em “Video”, “Open video file…”:

Abrindo o vídeo no Subtitle Edit

Abrindo o vídeo no Subtitle Edit

Escolha seu filme ou episódio que deseja traduzir, em seguida clique na aba “Create”. Nela você terá controles para adicionar textos, configurar o tempo inicial e final, voltar o filme e coisas do tipo. Além disso, tudo o que é feito aparecerá em tempo real na tela do vídeo, assim você poderá ir criando a legenda de maneira mais sincronizada.

Criando legendas SRT com o Subtitle Edit

Criando legendas SRT com o Subtitle Edit

Por falar em sincronização, você também poderá sincronizar a legenda na aba “Ajust”, que foi criada especialmente para isso.

Aba ajust

Aba ajust

Quando terminar, clique em “File”, “Save” e escolha o local e nome para salvar sua legenda.

Vídeo tutorial

O vídeo tutorial abaixo complementa o texto que você acabou de ler acima:

Espero que tenha ajudado.

Se você é novo no mundo dos arquivos de filmes, provavelmente deve estar se perguntando como usar legendas SRT, que são pequenos arquivos que normalmente encontramos junto com os filmes que tem origem do mundo da Internet. Elas têm a extensão .srt e normalmente são criadas a partir de um Bluray Rip ou DVDRip, por isso também são chamadas de Subrip.

Legendas SRT são simplesmente arquivos de texto simples que indicam ao player quando determinado texto será apresentado e quando ele sumirá da tela, caracterizando assim um filme legendado.

Basicamente elas contém vários trechos conforme descrevo abaixo:

1
00:00:01,000 --> 00:00:02,000
O que é isso?

2
00:00:03,000 --> 00:00:04,000
Uma legenda!

3
00:00:05,000 --> 00:00:06,000
É SRT!

No trecho acima, temos o texto “O que é isso?”, que aparece no primeiro segundo do filme, e some no segundo segundo. Seguindo o arquivo SRT, o texto “Uma legenda”, aparece com 3 segundos de vídeo e some com 4. No terceiro trecho da legenda, o texto “É SRT!” aparece no quinto segundo do vídeo e some no sexto. E assim vamos gerando uma legenda de um filme completo, sempre descrevendo quando o texto aparece e some indicando o tempo com os dados HH:MM:SS,NNN, sendo HH igual a horas, MM igual a minutos, SS igual a segundos e NNN igual a milissegundos. Mas vamos deixar as partes técnicas das legendas SRT para o próximo tutorial, vamos aos detalhes sobre como tocar as danadinhas.

A maioria dos players e aparelhos eletrônicos, como VLC, Media Player Classic HC, Blurays Player, Smart TVs e até HDTVs, são capazes de reproduzir arquivos SRT, você simplesmente precisa que o arquivo de legenda tenha o mesmo nome do arquivo original do filme.

Veja um exemplo real:

Um arquivo de vídeo e um arquivo de legenda SRT

Um arquivo de vídeo e um arquivo de legenda SRT

Na imagem acima, temos um arquivo de vídeo com a extensão MKV e uma legenda com a extensão SRT, porém, se você não visualizar a extensão, verá que ambos os arquivos têm o mesmo nome. A maioria dos players e aparelhos eletrônicos vão buscar por um arquivo de legenda dentro da mesma pasta do arquivo de vídeo, contando que o arquivo de legenda SRT tenha o mesmo nome do arquivo de vídeo.

No caso da imagem exibida anteriormente, a legenda será reproduzida mesmo em Smart TVs, Bluray Players ou players do seu computador, o caso da imagem abaixo não funcionaria.

Nesse caso a legenda não tocaria

Nesse caso a legenda não tocaria

Neste caso a legenda não tocaria na maioria dos player e aparelhos eletrônicos, a não ser que eles tenham uma opção para embutir a legenda manualmente.

Outro fato interessante, é que muitos aparelhos eletrônicos descartam a legenda SRT se o arquivo de vídeo não tiver o formato MKV, isso vem sendo corrigido com alguns aparelhos mais recentes, mas se você quer total compatibilidade com legendas, sempre dê preferência para arquivos MKV.

Onde encontrar legendas SRT?

Não é difícil encontrar legendas SRT para qualquer filme baixado da Internet, seja dos gringos ou dos Brasileiros mesmo, sempre terá alguém disposto a traduzir uma legenda para os filmes. Além disso, você também pode traduzir uma legenda SRT facilmente seguindo nosso tutorial “Como traduzir legendas SRT“.

Se você não quer ter trabalhos com a tradução, ou não tem nenhuma legenda para fazer o que quiser, poderá baixar arquivos SRT de qualquer um dos sites abaixo:

Todos os sites acima oferecem recursos para que você baixe legendas SRT, porém, talvez seja necessário extrair o arquivo SRT de dentro da pasta compactada e renomear o mesmo para o nome do arquivo original.

Codificação de caracteres

Um fato muito interessante, é que nem todas legendas vem no formato certo para seu aparelho eletrônico, por exemplo, eu tenho dois aparelhos da Sony aqui em casa que não suportam o formato UTF-8 (ou eu não sei configurar, não sei dizer). Neste caso os caracteres com acentuação não serão apresentados corretamente na tela.

Para corrigir este problema, ou verificar a codificação de caracteres da sua legenda, faça o seguinte:

Clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo de legenda e escolha a opção “Abrir com…”, em seguida selecione o “Bloco de notas”.

Abrir com o Bloco de notas

Abrir com o Bloco de notas

Agora clique em “Arquivo”, “Salvar como…”:

Salvar como...

Salvar como…

Agora modifique a codificação para “ANSI” e salve o arquivo:

Nova codificação de caracteres

Nova codificação de caracteres

Pronto, agora os acentos irão aparecer perfeitamente na tela do seu player.

Lembre-se que pode ocorrer o contrário também, ou seja, um player que não suporte ANSI, sofrerá os mesmos problemas que detalhei anteriormente, você pode corrigir isso modificando sua legenda de ANSI para UTF-8 seguindo as imagens acima, porém, ao invés de ANSI, escolha UTF-8 no final.

Vídeo tutorial

O vídeo tutorial abaixo detalha um pouco mais sobre as legendas SRT.

Espero que tenha ajudado.

Aparar vídeos com o ffmpeg (trim) não é tarefa complicada se você já aprendeu a utilizar o aplicativo de linha de comando, basta adicionar mais um pequeno trecho de código especificando o início e a duração da parte desejada e pronto, você terá um novo arquivo de vídeo contendo apenas a parte desejada.

Basicamente, você só precisa indicar “-ss [início]” e “-t [duração]” no comando para ter seu vídeo aparado.

Se você não tem o costume de trabalhar com o ffmpeg para converter seus vídeos, leia nosso artigo “MKV para MP4 ou MP4 para MKV sem perda de qualidade“, pois lá expliquei algumas coisas interessantes para quem deseja converter vídeos com ele sem perda de qualidade.

Se você já aprendeu a utilizar o ffmpeg, o comando para aparar vídeos ficaria assim:

ffmpeg -i "entrada.mkv" -ss 00:01:57 -t 00:00:30 -c:v copy -c:a copy -c:s copy -map 0:0 -map 0:1 "saida.mkv"

Perceba acima o seguinte trecho:

-ss 00:01:57 -t 00:00:30

Nele estamos indicando o seguinte:

  • -ss 00:01:57 – A parte onde o ffmpeg irá começar o corte do meu vídeo, ou seja, meu novo vídeo irá iniciar em 1 minuto e 57 segundos do vídeo original;
  • -t 00:00:30 – Indica ao ffmpeg para pegar apenas 30 segundos. Isso significa que meu novo vídeo terá apenas 30 segundos, começando de 1 minuto e 57 segundos do vídeo original.

As outras partes do comando foram explicadas no tutorial mencionado anteriormente.

Vídeos tutoriais

Nos vídeos abaixo você terá detalhes complementares sobre o que foi descrito no texto acima. O primeiro deles detalha como utilizar o ffmpeg em geral para mudar a extensão de arquivos.

O vídeo abaixo irá detalhar apenas como aparar vídeos com o ffmpeg (trim):

O ffmpeg faz muito mais do que foi descrito em todos os vídeos e no texto acima, porém, já da para você iniciar e fazer muitas coisas com ele.

Caso você tenha alguma dúvida, não deixe de escrever nos comentários, podemos tentar ajudar você a atingir seu objetivo.

Tem coisa pior do que começar a assistir um filme legendado e lá para o meio começar a perceber a falta de sincronia sobre o texto e o que o personagem fala? Por isso vou detalhar como verificar e sincronizar legendas SRT utilizando o Subtitle Edit.

Vamos falar um pouco sobre o FPS (frames por segundo) da legenda e do filme, e sobre a sincroniza de partes que saem totalmente fora da sincronia quando começamos a mexer no vídeo.

Muitas coisas podem ser feitas automaticamente, porém, a maioria delas será feita no “olhometro” mesmo, ou seja, vamos passando o filme para frente para encontrar o ponto onde a legenda sai da sincronia, e em seguida, ajustaremos aquela frase e as posteriores com apenas alguns cliques com o mouse.

Como vamos utilizar o Subtitle Edit para a sincronização, recomendo que faça o download do programa gratuito, e instale em seu computador.

Você pode baixá-lo no link abaixo:

Após a instalação, é importante que você tenha uma legenda de um vídeo qualquer que esteja dessincronizada, assim já podemos ajustá-la.

Então vamos lá?

Como sincronizar legendas SRT

A primeira coisa que vamos fazer será abrir a legenda dessincronizada e o vídeo, assim podemos visualizar tudo o que estamos fazendo em tempo real.

Para isso, abra o Subtitle Edit e arraste a legenda pra dentro dele.

Legenda SRT no Subtitle Edit

Legenda SRT no Subtitle Edit

Em seguida clique em “Vídeo”, “Open vídeo file…” para abrir o arquivo de vídeo daquela legenda.

Open vídeo file...

Open vídeo file…

Neste momento, você vai encontrar um player de vídeo na parte inferior do Subtitle Edit (é possível utilizar o VLC como player, basta modificar nas configurações). Você poderá assistir o vídeo e ver suas alterações em tempo real.

Agora, no próprio player de vídeo, você verá os frames por segundo daquele arquivo (FPS). Em alguns casos a sincronia se da por completa apenas deixando o FPS da legenda idêntico ao FPS do vídeo.

FPS do vídeo 23,976

FPS do vídeo 23,976

Infelizmente, você só vai descobrir o FPS da sua legenda, se a pessoal que a criou indicar no local onde você fez o download, se você não tiver essa informação, não compensa nem mexer nessa opção.

Se você sabe o FPS da sua legenda e quer deixá-lo idêntico ao do vídeo, clique em “Synchronization” e “Change frame rate…”:

"Synchronization" e "Change frame rate..."

“Synchronization” e “Change frame rate…”

Na tela que abriu, coloque o FPS original da legenda e o FPS do vídeo. A legenda que estou sincronizando tem 25FPS (segundo o site que fiz o download), portanto, vou ajudar para 23,976 (como meu vídeo).

Ajustando o FPS da legenda

Ajustando o FPS da legenda

Meu problema ainda não foi resolvido, já que a legenda começa bem depois que o personagem já falou algo. Minha dica para resolver isso é descobrir quanto tempo a primeira frase está fora de sincronia, para isso basta contar os segundos de quando o personagem começa a falar até a legenda aparecer.

Depois que você descobrir quanto tempo a primeira fala da legenda está fora de sincronia, podemos adiantar ou atrasar todas as outras falas em segundos ou milésimos de segundos.

Para adiantar ou atrasar a legenda, clique em “Synchronization” e “Ajust all times (show earlier / later)…”:

"Synchronization" e "Ajust all times (show earlier / later)..."

“Synchronization” e “Ajust all times (show earlier / later)…”

A tela que vai abrir é extremamente simples, você só precisa adicionar o tempo que deseja, quais legendas modificar e se é pra adiantar ou atrasar, veja:

Ajustando o tempo

Ajustando o tempo

É essa telinha simples que utilizo maior parte do tempo para sincronizar todas as minha legenda.

Você pode ir tocando o vídeo e sincronizando apenas da linha selecionada em diante, assim as partes que você já sincronizou não serão afetadas por futuras alterações.

Depois de tudo pronto, simplesmente clique em “File”, “Save as…” e escolha o local para salvar sua nova legenda sincronizada. Tome muito cuidado para não sobrescrever a legenda original, pois, caso algo dê errado, sempre podemos começar de novo.

Vídeo tutorial

Abaixo você verá um vídeo tutorial complementando o texto acima:

Espero que tenha entendido!

Para você que gosta muito de filmes, provavelmente já deve ter passado pelo fato de não ter assistido algum filme assim que acabou de sair pelo fato de não encontrar uma legenda sincronizada e em português. Se você tem muita ansiedade, não hesite em tentar realizar a tradução você mesmo (ou o Google tradutor), já que isso pode ser feito com apenas alguns cliques.

A maioria dos filmes encontrados atualmente já vem com legenda embutida, ou com um arquivo SRT separado e prontinho para uso e se você utilizar algum site gringo para fazer o download de qualquer filme, provavelmente esta legenda virá em inglês.

Bom, vamos pensar pelo lado bom: se você já tem a legenda sincronizada e em inglês, é só traduzir!

Se você ainda não tem a legenda de jeito nenhum, eis aqui alguns tutoriais que podem lhe ajudar:

Além disso, o Google vai te dar uma mãozinha para encontrar uma legenda que sirva para seu filme.

Mas voltando ao nosso caso, hoje você vai aprender a utilizar o Subtitle Edit para traduzir qualquer legenda, em qualquer idioma, para o nosso querido Português do Brasil.

Claro que se você utilizar o Google Tradutor, a legenda não irá ficar perfeita, mas você pode fazer alguns ajustes em cada frase para deixá-la perfeita.

Já que vamos utilizar o Subtitle Edit, não deixe de baixá-lo no link abaixo:

E instale-o em seu computador.

Traduzindo legendas SRT

Depois de ter a legenda e o Subtitle Edit prontos em seu computador, abra o programa e arraste a legenda para dentro do mesmo:

Legenda SRT no Subtitle Edit

Legenda SRT no Subtitle Edit

Feito isso, clique em “Auto-Translate” e “Translate (Powered by Google)”:

Traduzindo com o Google Tradutor

Traduzindo com o Google Tradutor

Selecione o idioma original da legenda, o idioma para a tradução e clique em “Translate”.

Selecione o idioma da legenda e da tradução

Selecione o idioma da legenda e da tradução

Agora clique em “OK”.

Tradução da legenda OK

Tradução da legenda OK

Agora vem a parte chata, acertar as frases que o Google Tradutor não conseguiu traduzir perfeitamente. Neste caso você vai precisar passar frase por frase checando (se tiver paciência, é claro).

Ajustando a legenda

Ajustando a legenda

Depois que terminar, ajuste a codificação de caracteres da legenda para “1252: Western European (Windows)” – que seria basicamente ANSI:

1252: Western European (Windows)

1252: Western European (Windows)

Agora clique em “File” – “Save”:

File - Save

File – Save

Escolha o local para salvar a legenda e divirta-se com seu filme legendado por você mesmo (e o Google Tradutor).

Vídeo tutorial

Aqui vai um vídeo tutorial para complementar o texto acima:

Espero que tenha ajudado.

Normalmente, quando extraímos legendas de filmes em Bluray (formato m2ts, e demais), terminamos com um arquivo com a extensão .sup, que não funciona muito bem como as legendas .srt (subrip) ou demais, que são de texto simples.

Podemos resolver isso com um programa chamado Subtitle Edit, que conseguirá decodificar o que está dentro da legenda para texto e jogar tudo dentro de um arquivo .srt. Daí em diante você poderá fazer qualquer coisa que quiser com seu arquivo SRT.

Antes de continuar a seguir este tutorial, baixe o Subtitle Edit no link abaixo:

Instale em seu computador e vamos ver como fazer a conversão de SUP para SRT.

Convertendo SUP para SRT

A primeira coisa que você vai precisar, é de um arquivo de legenda SUP (que vem com Blurays e DVDs), se você não sabe como extrair esses arquivos, siga nosso tutorial: Como extrair legendas de arquivos MKV ou M2TS (MKVExtractGUI2).

Arquivos SUP não são arquivos de texto como SRT, por isso vamos ter que decodificar todo o texto dentro do arquivo e só depois criar a legenda SRT.

Para começar, abra o Subtitle Edit e arraste a legenda SUP para dentro dele. Você verá uma tela com o título “Import/OCR Blu-ray”.

Import/OCR Blu-ray

Import/OCR Blu-ray

Neste ponto, você precisará saber qual o idioma da legenda. Para este exemplo, estou importando uma legenda em inglês, portanto, não preciso mudar nada na tela acima.

Se você tiver importando uma legenda em outro idioma, como português, terá que modificar o “Language” e o “Dictionary” para “Português”

 

Mudando o idioma

Mudando o idioma

Em seguida, clique em “Start OCR”.

O Subtitle Edit começará a decodificar a legenda a partir de imagens que aparecerão no canto superior direito da tela, assim você verá o que está sendo decodificado e se está correto.

Todas as frases que o Subtitle Edit encontrar que não forem devidamente encontradas no idioma ou no dicionário, ele irá lhe perguntar o que deseja fazer.

Por exemplo:

Teste com outro idioma - Que palavra é essa?

Teste com outro idioma – Que palavra é essa?

No exemplo acima, enviei outro arquivo SUP de idioma diferente, apenas porque o Subtitle Edit conseguiu decodificar todo a legenda anterior, mas continuemos com o exemplo.

No caso acima, o Subtitle Edit encontrou uma palavra que ele não conhecia, se você olhar na imagem acima, vai ver que está escrito “votre”, o software me perguntou se realmente estava escrito “votre”. Como realmente está, eu simplesmente clico em “Skip All” (pular todas). Com isso, todas as vezes que a palavra “votre” for encontrada, ele irá considerar a palavra correta e continuará a decodificar a legenda.

Caso esteja incorreta, você poderá corrigir e clicar em “Change All”, ou clicar em “Edit whole text”, para editar a frase inteira.

Quando terminar, clique em “OK”.

OK

OK

Agora você tem uma legenda em texto para fazer o que preferir, para salvar, clique em “File”, “Save”, e escolha o local para salvar sua legenda.

Salvando a legenda em SRT

Salvando a legenda em SRT

Prontinho, agora é só assistir com seu vídeo favorito.

Vídeo tutorial

Abaixo um vídeo tutorial para detalhar melhor o que você leu no texto acima:

Espero ter ajudado.

Extrair legendas de um arquivos como MKV ou M2TS é bastante simples se você tiver as ferramentas adequadas, por exemplo o MKVExtractGUI2 que é um programa que pode extrair qualquer coisa de qualquer arquivo MKV, incluindo áudio, vídeo, legendas, etc.

Ele é um aplicativo bem simples para ser utilizado, porém, só funciona com arquivos MKV. Para resolver este problema, se o seu arquivo original tiver o formato M2TS, utilize nosso tutorial “Converta arquivos para MKV com o mkvmerge GUI” para convertê-lo para MKV sem alterar a estrutura dos CODECs de áudio, vídeo e legenda.

Nesse tutorial você vai aprender a extrair legendas de arquivos com o MKVExtractGUI2, portanto, baixe o aplicativo no link abaixo:

Este é um arquivo portátil, portanto, não requer instalação no computador.

Extraindo a legenda

Após abrir o MKVExtractGUI2, arraste o arquivo MKV para a tela principal do mesmo:

MKVExtractGUI2

MKVExtractGUI2

Em tracks, você vai ver todos as trilhas que o arquivo possui, incluindo vídeos, áudios e legendas (além de outras coisas). Neste caso você vai precisar selecionar a legenda que deseja extrair.

Você vai precisar tocar o arquivo em um player qualquer e verificar qual a posição da legenda (caso tenha mais de uma). Quando digo posição, estou me referindo à ordem em que ela está quando você vai trocando de legendas no controle remoto (primeira, segunda, terceira…). Depois disso, selecione a legenda na ordem em que ela estava no arquivo original.

No meu exemplo, meu arquivo de vídeo tem 5 legendas (subtitles) e a que eu desejo extrair é a primeira. Neste caso, eu preciso pegar o track 7 do meu arquivo de vídeo original.

Se você tiver na dúvida entre qual legenda extrair, simplesmente selecione todos os tracks com a palavra “subtitles”, assim o MKVExtractGUI2 irá extrair todas as legendas do seu arquivo em arquivos separados.

Legendas selecionadas

Legendas selecionadas

Feito isso, clique em “Extract” e é só aguardar, todas as legendas do arquivo estarão na mesmo pasta assim que o MKVExtractGUI2 terminar sua tarefa.

Vídeo tutorial

Caso ainda tenha dúvidas, segue abaixo um vídeo tutorial detalhando o que foi descrito acima.

Espero ter sido útil.

O mkvmerge GUI é uma ferramenta simples mas poderosa para trocar o container da maioria dos formatos (MP4, M2TS…) para MKV. Ele não faz nenhuma conversão, simplesmente pega tudo o que está dentro de um formato qualquer e cria um novo arquivo MKV, incluindo de MKV para MKV.

Isso acontece porque ele não é utilizado apenas para a troca de formatos, mas para a adição ou remoção de streams dentro de um arquivo de vídeo. Por exemplo, você pode remover ou adicionar áudios, legendas e até mesmo o CODEC de vídeo pode ser trocado ou removido. Por isso essa ferramenta é tão poderosa para quem precisa manipular arquivos de vídeo.

Nesse tutorial, vamos aprender a converter a maioria dos formatos para MKV com o mkvmerge GUI. O GUI significa que vamos trabalhar em interface gráfica, já que o mkvmerge é uma ferramenta de linha de comando.

Antes de continuar a seguir este tutorial, você vai precisar baixar o MKVToolnix no seu computador. Faça o download no link abaixo:

E vamos brincar de converter vídeos.

Convertendo para MKV com o mkvmerge

Primeiramente, abra o aplicativo em “Iniciar / Programas / MKVToolnix / mkvmerge GUI”.

Tela do mkvmetge GUI

Tela do mkvmetge GUI

Para converter qualquer arquivo para MKV, simplesmente arraste o arquivo para a tela principal em “Input files” e clique em “Start muxing”.

Convertendo para MKV com mkvmerge

Convertendo para MKV com mkvmerge

É só isso, mas lembre-se que o mkvmerge não faz nenhuma conversão, simplesmente copia tudo de um formato qualquer para MKV, portanto, se seu player não suportava os CODECs que estavam no arquivo original, ele vai continuar não suportando após a conversão.

Conforme eu descrevi anteriormente, você também pode adicionar outros arquivos e mesclar tudo dentro de um único MKV, para isso você pode marcar ou desmarcar os áudios, legendas, vídeos e capítulos em “Tracks, chapters and tags”.

Vídeo tutorial

Segue abaixo um vídeo tutorial:

Espero que tenha ajudado.

Se você deseja converter apenas o áudio de um vídeo, está no lugar certo, porém, vamos utilizar alguns truques para conseguir atingir o nosso objetivo.

Na verdade, eu não encontrei um programa que fizesse apenas a conversão do áudio sem mexer no vídeo original, porém, podemos combinar alguns programas para isso.

A ideia é a seguinte: Utilizaremos o Handbrake para focar apenas no codec de áudio. Este software também fará a conversão do vídeo, porém, vamos utilizar as configurações mínimas para que a conversão seja mais rápida.

Após a conversão, teremos dois vídeos: o original e outro vídeo com qualidade muito ruim e áudio convertido. Para finalizar, utilizaremos o mkvmerge para o seguinte:

  • Remover o áudio do vídeo original;
  • Remover o vídeo ruim do arquivo convertido;
  • Remover qualquer coisa que seja desnecessária de ambos os arquivos;
  • Exportar um novo arquivo com o vídeo do arquivo original, o áudio do arquivo convertido e, se necessário, alguma legenda SRT (SubRip);

Vale lembrar que este é o processo que eu utilizo em minhas conversões. Se você conhecer um modo mais simples, indique nos comentários.

Então vamos lá!

Downloads necessários

Como vamos utilizar o Handbrake e o Mkvmerge, vamos precisar fazer o download de ambos os softwares.

Para baixar o Handbrake, clique no link abaixo:

Observação: Você também pode seguir um tutorial que criei recentemente para utilizar o Handbrake.

Para baixar o mkvmerge clique no link abaixo:

Não se esqueça de instalar os dois softwares no seu computador para continuarmos.

Conhecendo o arquivo original

Antes de qualquer coisa, é importante que você conheça o arquivo do seu vídeo original caso ele tenha mais de um áudio, pois, você pode acabar convertendo o áudio errado, perdendo seu tempo.

Minha dica para que você saiba qual é a posição do áudio que você deseja converter é simples: Abra o arquivo de vídeo com o VLC, por exemplo, e veja a posição do áudio enquanto assiste um pedaço do vídeo.

Áudios de um arquivo de vídeo

Áudios de um arquivo de vídeo

A ordem dos áudios será a mesma em qualquer programa que você utilizar.

O exemplo acima é o arquivo do filme do Bluray “Annie“. Tal arquivo trás uma trilha de vídeo, seis trilhas de áudio e seis trilhas de legenda, portanto, é muito simples se confundir no meio de tantas trilhas.

Para minha conversão, preciso da primeira trilha de áudio apenas, as demais posso descartar. Talvez você precise de outra trilha que não a primeira, neste caso você vai precisar escolher o áudio que deseja na hora da conversão. Vou detalhar isso posteriormente nesse tutorial.

Convertendo “apenas o áudio” com o Handbrake

Depois de descobrir a posição do áudio que você precisa, abra o Handbrake e arraste seu arquivo de vídeo original para a opção Source:

Handbrake - Source

Handbrake – Source

No meu caso, o arquivo do filme que está dentro do Bluray é o “00001.m2ts”.

Selecionando as opções

Agora vamos remover o máximo do vídeo que pudermos para que a conversão não demore muito, então siga as imagens abaixo:

Vamos diminuir o tamanho

Vamos diminuir o tamanho

E remover toda a qualidade do CODEC de vídeo

E remover toda a qualidade do CODEC de vídeo

Ou seja, vamos converter o CODEC de vídeo também, mas como vamos focar apenas no áudio, removemos toda a qualidade do vídeo.

Configurando o áudio de saída

Agora sim, vamos colocar o melhor áudio possível no nosso arquivo convertido, então clique na aba “Áudio” e vamos lá.

A primeira coisa que você vai perceber, é que o Handbrake já seleciona alguns áudios para você. No meu caso, eu clico no “X” vermelho na lateral, para remover todos:

Remover áudios pré-selecionados

Remover áudios pré-selecionados

Agora com a tela limpa, podemos clicar em “Add track” para selecionar o áudio que queremos. Após o clique, o Handbrake vai adicionar o áudio principal novamente, você precisará modificar a opção “Source” para escolher o áudio que você deseja:

Escolha o áudio que deseja

Escolha o áudio que deseja

Para o CODEC, eu sempre utilizo AAC (avcodec). O Bitrate pode variar, pois depende do áudio do arquivo original. Neste caso, tenho um áudio DTS com bitrate bem elevado, então vou configurar as melhores opções possíveis para o codec AAC.

Além disso, o áudio original tem 5.1 canais, portanto, também devo selecionar 5.1 no Handbrake.

AAC, 1536, 5.1, 48, Inglês

AAC, 1536, 5.1, 48, Inglês

O CODEC neste caso depende do motivo pelo qual você está convertendo o arquivo, por exemplo, eu sempre converto o áudio DTS-HD ou DTS para AAC, porque todos os meus dispositivos eletrônicos são compatíveis com AAC, pode ser que seu motivo seja diferente do meu e você precise de outro CODEC.

Depois que você terminar a configuração, simplesmente clique em “Start”;

Iniciando a conversão

Iniciando a conversão

Dependendo do tamanho do arquivo original, essa conversão pode levar algum tempo, portanto, não precisa ficar aguardando na frente do seu computador.

Mas olhe pelo lado bom, se você fosse converter o arquivo de vídeo na resolução máxima e com qualidade, levaria mais do triplo do tempo.

Juntando/Removendo áudio e vídeo com o mkvmerge

Agora que temos dois arquivos separados, um com o CODEC de vídeo desejado, outro com o CODEC de áudio desejado, podemos adicionar ambos no mkvmerge e remover o que é desnecessário.

Minha dica é que você faça um por vez, assim fica menos confuso para você.

Abra o “mkvmerge” em “Iniciar / Programas / MKVToolNix / mkvmerge GUI” e arraste o vídeo original para sua tela inicial:

Vídeo orignal no mkvmerge

Vídeo orignal no mkvmerge

Como você pode ver na imagem acima, não preciso de nada do arquivo original além do CODEC de vídeo, então desmarque tudo o que não for necessário.

Agora arraste o arquivo convertido e desmarque tudo, deixando apenas o áudio convertido.

Arquivo convertido (áudio)

Arquivo convertido (áudio)

Se precisar de uma legenda, arraste-a para a tela do mkvmerge também.

Legenda

Legenda

Pronto, agora é só clicar em “Start muxing” e esperar a criação do novo arquivo convertido na mesma pasta do seu arquivo original.

Vídeo tutorial

Como é um processo meio complexo, criei um vídeo tutorial para detalhar tudo o que você precisa fazer. Assista abaixo:

Espero que tenha ajudado.

Converter vídeos com o handbrake pode ser muito simples, porém, uma configuração incorreta e você perderá tempo e talvez até a paciência de tentar fazê-lo funcionar em seu player favorito, seja em uma Smart TV, um Bluray player, ou até mesmo o player do computador. Nesse tutorial vou passar um pouco do que sei sobre conversão de vídeos e algumas dicas simples para que você possa se dar bem na hora da conversão.

Você vai entender de uma vez por todas o que é um container (formato), vai saber quais são os meus codecs de vídeo e áudio preferidos e vai ver como converter seus vídeos com o mínimo de perda de qualidade possível.

Antes de continuar a ler o que acabei de detalhar, é interessante que você tenha algum arquivo de vídeo pequeno para que possa fazer seus testes.

Também lembre-se de baixar o Handbrake na sua última versão pelo site handbrake.fr, ele é grátis, simplesmente baixe e instale.

Então vamos direto ao assunto!

Conhecendo seu vídeo

Não há possibilidade de converter um vídeo para outro formato sem saber o que está nele, portanto, é importante que você saiba o seguinte sobre o arquivo original:

  • Qual o formato (container)?
  • Qual o CODEC de vídeo?
  • Qual o CODEC de áudio?
  • Quantos streams de áudio seu vídeo tem?
  • Vai precisar de legenda?

Para ajudar com isso, existe um programa chamado “MediaTab” que descreve exatamente tudo o que você precisa saber sobre qualquer vídeo que estiver em seu computador. Você pode fazer o download do MediaTab no link abaixo:

Após a instalação, clique com o botão direito do mouse sobre o seu vídeo e selecione a opção “Propriedades”.

Propriedades de um vídeo

Propriedades de um vídeo

Na janela que abriu, você deverá ver uma nova aba chamada de “MediaTab”:

MediaTab

MediaTab

Nela você vai encontrar milhares de informações, a maioria delas úteis para que você saiba o que fazer na hora da conversão do seu vídeo. Vou apontar algumas partes interessantes como exemplo nas imagens abaixo:

MediaTab - Informações sobre o vídeo

MediaTab – Informações sobre o vídeo

MediaTab - Informações sobre o áudio

MediaTab – Informações sobre o áudio

É interessante que você conheça o seu vídeo original para não terminar com um arquivo convertido com qualidade muito inferior sobre o que você estava esperando.

Além disso, essas informações também são importantes para que você saiba o motivo pelo qual seu arquivo não tocou na sua Smart TV, ou Bluray Player, da maneira que você pretendia.

Observação: Lembre-se de ler o manual dos seus aparelhos eletrônicos para saber os formatos e CODECs suportados pelos mesmos.

Como converter vídeos com o handbrake

Depois de tirar um tempinho para conhecer seu vídeo original vamos para a conversão propriamente dita.

1 – Abra o Handbrake e arraste seu vídeo original para “Source”;

Arraste seu vídeo original para source

Arraste seu vídeo original para source

2 – Configure o arquivo de saída (o caminho do arquivo convertido) e o formato (MP4 ou MKV):

Saída e formato

Saída e formato

3 – Provavelmente o Handbrake já selecionou a largura e altura do seu vídeo original para você, porém, caso queira modificar o tamanho do quadro, altere as configurações de “Size” e “Crop” conforme a imagem abaixo:

Definindo o tamanho do arquivo

Definindo o tamanho do arquivo

4 – Em “Filters”, deixe tudo desativado:

Filters

Filters

5 – Agora vamos trabalhar o CODEC do nosso vídeo, veja os detalhes importantes:

Detalhes do codec de vídeo

Detalhes do codec de vídeo

6 – Para o CODEC de áudio, eu sempre utilizo AAC por questão de compatibilidade com meus players. Aqui é importante que você saiba a quantidade de canais que o áudio do seu vídeo original tem, pois, você vai precisar especificar isso para o handbrake.

Verifique o áudio do vídeo original com o MediaTab e vamos às configurações.

CODEC de áudio

CODEC de áudio

7 – Se você tiver um arquivo de legenda para seu vídeo, também poderá incluí-lo na conversão. Isso só vai funcionar com o formato MKV.

Legenda

Legenda

8 – Depois de fazer toda a configuração, pressione “Start” e aguarde terminar.

Convertendo

Convertendo

Agora um vídeo tutorial bem mais detalhado.

Vídeo tutorial

No vídeo tutorial abaixo, vou falar sobre tudo o que expliquei acima, porém com bem mais detalhes para que você entenda melhor.

Bem simples, né?

Concluindo

Lembre-se que as configurações que descrevi neste artigo, são as que funcionar melhor em meus dispositivos eletrônicos, você precisa ler o manual dos seus para saber o que será melhor para você.

Pra mim é vídeo AVC/H.264, áudio AAC e legendas SRT embutidas em arquivo MKV, assim consigo utilizá-las mesmo por DLNA.

Espero ter ajudado.