Neste vídeo tutorial você irá aprender a habilitar o Compliance test para AirGrid na versão 5.5.10 e 5.5.9.

Se você não sabe do que se trata, vou resumir um pouco para você entender o que iremos fazer.

Em todos os países, existe um regulamento que decreta quais as frequências (canais) são livres para utilização de Wireless em espaço aberto, ou seja, você não poderia simplesmente ligar um equipamento e trabalhar com a frequência que bem entender. Equipamentos de empresas como Mikrotik ou Ubiquiti Networks são capazes de trabalhar em várias frequências diferentes, incluindo aquelas que não podem ser utilizadas no seu país.

Basicamente, esses equipamentos selecionam as frequências que você pode trabalhar a partir do momento que você selecionou um país na sua configuração, neste caso eles habilitariam as frequências do país que você selecionou e nada mais. Caso você não selecione um país, você poderia selecionar uma opção chamada “Compliance test” (em equipamentos da Ubiquiti), onde todas as frequências nas quais o equipamento pode funcionar estariam ativas. O problema é que nas últimas versões dos equipamentos da Ubiquiti a companhia removeu a opção de Compliance Test, forçando o usuário a selecionarem o seu país original.

Segundo alguns fóruns da Internet, a medida foi tomada devido a pedidos dos órgãos reguladores de Telecom (como a Anatel) de vários países ao redor do mundo, pois tal opção estaria facilitando os usuários a utilizarem canais “proibidos” em seus países.

Para cortar um pouco a conversa, alguém descobriu que a opção não havia sido totalmente removida, simplesmente “desativada” nos novos firmwares. Para ativá-la novamente, você só precisaria entrar no equipamento via SSH e digitar os seguintes comandos:

touch /etc/persistent/ct
save
reboot

Que é exatamente o que eu vou detalhar no vídeo tutorial que você vai assistir logo abaixo.

Compliance test para AirGrid na versão 5.5.10 e 5.5.9

O vídeo tutorial abaixo detalha como ativar o Compliance Test para Airgrids com o firmware 5.5.10.

Espero ter ajudado.

Neste vídeo tutorial vamos utilizar um TP-LINK Archer C7 para detalhar como ligar e configurar seu roteador Wi-Fi. Vamos ver vários detalhes sobre o roteador, tanto da parte física quanto sobre a parte lógica, que seria o software de configuração que irá indicar o modo de funcionamento mais adequado para o equipamento.

Você verá como configurar seu Windows de maneira automática (DHCP) para fazer o primeiro acesso ao software de configuração do roteador, mas, caso necessário, também saberá como adicionar um IP da mesma faixa de IPs do roteador de maneira manual para fazer este acesso.

Dentre as configurações, falaremos sobre Wireless 2.4Ghz e 5.8Ghz, portas WAN/Internet (Wide Area Network), LAN (Local Area Network) e WLAN (Wireless Local Area Network), configurações de IP da porta WAN/Internet e LAN/WLAN, DHCP cliente e servidor, redirecionamento de portas, NAT (Network address translation), WPS, e várias configurações adicionais sobre o software do roteador.

Nós já falamos bastante sobre Access Points aqui no TEO, talvez você queira ler o nossos tutoriais anteriores sobre estes aparelhos:

Todos os tutoriais acima falam sobre a maioria das tecnologias encontradas na maioria dos roteadores Wi-Fi (AP – Access Point) do mercado, e podem ajudar para que você compreenda melhor sobre o que estamos falando no vídeo tutorial que você irá assistir neste artigo.

Vídeo: Como ligar e configurar seu roteador Wi-Fi

O vídeo que você vai assistir abaixo é um resumo básico sobre todas as opções do roteador TP-LINK Archer C7, porém ele pode ajudar para que você configure qualquer roteador de qualquer marca, basta que você entenda como funciona a tecnologia.

Detalhe importante: Todo roteador Wi-Fi tem melhor performance quando colocado no local central onde você precisa que a rede Wi-Fi funcione, em uma posição mais elevada, com as antenas apontadas para cima, sem obstrução física (como paredes, vidros, etc…) próximas às antenas, sem outros roteadores Wi-Fi trabalhando no mesmo canal próximo ao local onde ele está instalado. Seguindo essas regrinhas básicas o sinal do seu roteador deverá alcançar o limite máximo com o melhor sinal possível para os dispositivos da rede.